Sem aprioris

«Toda a vontade do pintor deve ser o silêncio. Ele deve fazer calar todas as vozes dos preconceitos, esquecer, esquecer, fazer silêncio. Então, sobre a sua tela sensível, toda a paisagem se inserirá». Cézanne Retocar o real com o real «Les couleurs, écoutez un peu, sont la chair éclatante des idées de Dieu. La transparence […]

Nevermore

Lou Reed, The Raven Litografia de Odilon de Redon (1840-1916)inspiradas em Allan Poe O Simbolismo «Inimiga do ensino, da declamação, da falsa sensibilidade, da descrição objectiva, a poesia simbolista pretende agarrar a Ideia de uma forma sensorial, a qual, contudo, não é fim em si mesma, mas enquanto servir para exprimir uma ideia, será o […]

Curso teórico Cerâmica

Da terra saiu, do barro se fez: bichos e deuses, mafarricos e santos – 6 sessões online 29 Abril, 6, 13, 20, 27 Maio e 3 de Junho 6ªas feiras das 11 às 13 hs

Boa Páscoa

Quando o coelho da Páscoa era uma lebre O uso de ovos, em rituais de renascimento das estações, é conhecido desde os tempos mais antigos; mais curiosa é a forma como aparecem misturados com coelhinhos na tradição das ofertas pascais. Os coelhos sempre foram pouco católicos, dada aquela mania luxuriosa de passarem o tempo. Por […]

Gustave Courbet

(10 de Junho de 1819, Ornans – 31 de Dezembro de 1877, La-Tour-de-Peilz) Manifeste du réalisme Les vrais artistes sont ceux qui prennent l’époque juste au point où elle a été amenée par les temps antérieurs. Rétrograder, c’est ne rien faire, c’est agir en pure perte, c’est n’avoir ni compris ni mis à profit l’enseignement […]

Caprichos

{Ut pictura poesis} «Persuadido el autor de que la censura de los errores y vicios humanos (aunque parece peculiar de la eloquencia y la poesia) puede tambien ser objeto de la pintura. ..» Anúncio dos Caprichos de Goya no Diário de Madrid de 6 de Fevereiro de 1799. Capricho– do italiano- capriccio– feito da própria […]

Neo-Classicismo/ Romantismo

Neoclássico Antonio Canova, Paolina Borghese, 1805-1808, Roma, Galeria Borghese Busca de Belo Ideal «Todas as invenções de povos estrangeiros vieram para a Grécia, apenas como a primeira semente, e assumiram uma outra natureza e configuração na terra que Minerva, diz-se, reservou aos gregos para morada, de preferência a todas as terras, em função das estações […]