sangue de drago

Graças ao Google Earth, o Museu do Prado teve a brilhante ideia de filmar alguns quadros por satélite, sendo agora possível visualiza-los nos mais ínfimos detalhes. O primeiro a ser devassado foi o Jardim das Delícias de Hieronymus Bosch, pintado entre 1503 e 1504. Aqui fica um “insert” no painel da Criação. Entre Adão e […]

Mundo de vidro

Melancholia Mentis «Quando tomada pelo humor melancolicus, a alma concentra-se na imaginação e imediatamente se torna-se habitação dos espíritos inferiores, dos quais muitas vezes recolhe excelentes benefícios nas artes manuais… Quando a alma se concentrada na razão, torna-se abrigo dos humores medianos, assim atinge o conhecimento das coisas naturais e humanas…Mas, quando a alma plana […]

Cervo do monte a água volvia

Ilustração The Queen Mary Psalter, de acordo com Bestiário Divino de Guilherme de Clerc O veado é inimigo das cobras como Cristo do Demo. Quando um veado dá com um buraco onde se esconde uma cobra, atira-lhe com água, lança-lhe o bafo mortífero para dentro, obrigando o réptil a sair do covil e depois mata-o. […]

Soldadeiras

Desque la cantadera dize el cantar primero, Siempre los pies bullen, e mal para el pandero… Texedor e cantandera nunca tienen los pies quedos, En telar e en la dança siempre bullen los dedos Arcipreste de Hita, Libro de Buen Amor, séc.XIV Cadeiral da catedral de Sevilha, dançarinos mouriscos, (1464-1478) Descendentes das puella gaditanae, que […]

Árvores da Vida

“este movimento circular não necessita de pernas, o universo foi criado sem pernas nem pés” Platão, Timeu A Árvore da Vida corresponde ao centro cósmico de um universo perfeito e circular, no sentido em que Platão já havia descrito no Timeu. Santa Maria de Penamacor, em Lugo, finais séc.XII No Jardim do Éden existiam duas […]

Dia 29 MNAA

A propósito da próxima ida à Exposição do MNAA- A Cidade Global- Lisboa no Renascimento, aqui ficam alguns textos de enquadramento. «Assumindo-se como centro do comércio mundial, a cidade passaria a oferecer uma variedade impar de produtos de luxo, conforme Garcia de Resende daria conta nos versos da sua “Miscelânea”: ouro, prata, brocados/de mil feitios, […]

Cegueiras do amor

No 15º livro do Tratado de Magia Natural, dedicado a temas de caça aos pássaros, caça grossa e pesca (e o modo como apanhar estas criaturas vivas pela mão) Giambattista della Porta decide falar do Amor e do perigo do caçador acabar caçado. “Pelo fulgor do olhar,(Cupido) provoca naquele que atinge uma espécie de loucura […]

egitologias e elefantes

A moda de gravuras com mistérios e escrita hieroglífica associada aos rebus desenvolveu-se nas cortes renascentistas italianas, acabando por derivar em charadas populares que antigamente os jornais publicavam juntamente com as palavras cruzadas. A escassez de divulgação de imagens e restrita capacidade de interpretação simbólica torna-a uma prática eruditíssima, própria para ilustrar emblemas e empresas […]

hieróglifos de Dürer

  1-Ilustração de Horapollo, c.1514 – um cão com uma estola- para representar o excelso príncipe. No Egipto os cães quando entravam nos templos fitavam as imagens dos deuses – dois homens sentados num banco- Quando querem representar um santuário eles desenham um guarda, porque por meio dele o tempo é guardado – o horocopista- […]